Temer promete verba para conclusão do eixo Leste-Oeste em Goiânia

Anúncio ocorreu durante evento que anunciou a retomada das obras do BRT Norte-Sul, também na capital

Divulgação

O presidente Michel Temer (MDB) se comprometeu nesta quinta-feira (15/3) a repassar verba para a conclusão do trecho que falta do eixo Leste-Oeste, em Goiânia. Em evento que concretizou a retomada das obras do BRT Norte-Sul, também na capital, Temer sinalizou, sem dar detalhes, que deve deferir “logo em seguida” o início da obra.

“O que mais o pai, a mãe de família quer é um deslocamento ágil. Isso está muito ligado à ideia constitucional da dignidade da pessoa humana”, disse o presidente.

O aporte financeiro para a construção do trecho que liga a Praça do Trabalhador, no Setor Central, ao município de Senador Canedo foi solicitado pelo prefeito Iris Rezende (MDB) durante solenidade.

Também participaram do evento o ministro das Cidades, o goiano Alexandre Baldy (PP), e o vice-governador de Goiás, Zé Eliton (PSDB).

BRT Norte-Sul

A obra do BRT Norte-SUL foi licitada em 2015, paralisada em 2016 por causa do atraso da prefeitura de Goiânia no pagamento da contrapartida, retomada e depois interrompida outra vez por conta de divergências entre a administração municipal, a Caixa Econômica Federal e o Tribunal de Contas da União.

Empossado ministro no começo de novembro de 2017, Baldy montou uma força tarefa que aparou estas arestas em tempo recorde. O projeto está orçado em R$ 271 milhões.

Baldy afirma que esta conquista é resultado da colaboração de forças políticas diversas do Estado. Citou o prefeito Iris Rezende (MDB), o vice-governador José Eliton (PSDB), o deputado federal Daniel Vilela (MDB) e o senador Wilder Morais (PP). “Tantos esperam esta obra concluída e ela será, com esforço de todos nós”, disse o ministro.

Baldy também destacou o esforço do presidente Temer em concluir obras paralisadas pelo País afora e lembrou que, na semana passada, o Palácio do Planalto liberou R$ 81 milhões para 600 projetos de habitação inconclusos.

Deixe um comentário