Temer pretende retomar PEC da reforma da Previdência após eleições

Presidente disse em entrevista publicada neste sábado (12) que conversará com sucessor eleito para tentar viabilizar votação no Congresso

Presidente Michel Temer |
Foto: Beto Barata/PR

O presidente Michel Temer (MDB) pretende retomar tentativas de aprovar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da reforma da Previdência após o período eleitoral. O jornal Estado de S. Paulo registra que o emedebista pretende convidar o sucessor para, juntos, tentarem a aprovação ainda este ano.

Ele avalia que uma possível aprovação da PEC facilitaria o início do próximo governo.

“Estou disposto a fazer um acordo com o futuro presidente, porque ainda dá tempo de aprovar a reforma da Previdência este ano, em outubro, novembro e dezembro”, disse. A entrevista do presidente marca dois anos de governo completados neste sábado (12/5).

A proposta encaminhada pelo governo ainda tramita na Câmara dos Deputados. Chegou a ser aprovada pela comissão especial, mas não foi colocada em pauta para apreciação do plenário. A avaliação é de que o governo está longe de ter os votos necessários para uma aprovação.

Além disso, com a intervenção militar no Rio de Janeiro, o Congresso fica proibido de votar qualquer alteração na constituição. Para que o governo coloque a PEC em votação, a intervenção, prevista para acabar apenas no dia 31 de dezembro, teria que ser interrompida

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.