Temer participa de reunião da cúpula dos Brics na China

Presidente viaja nesta terça-feira (29/8) para tentar buscar atrair investidores para o Brasil. Pacote de privatizações é a principal aposta

O presidente Michel Temer (PMDB) viaja, nesta terça-feira (29/8), para a reunião da cúpula dos Brics na China. O grupo, formado por Brasil, Rússia, China, Índia e África do Sul, busca facilitar as relações comerciais entre eles. Ele deve chegar ao país asiático na próxima quinta-feira (31).

Temer apresentará, durante a reunião, o recente pacote de concessões e privatizações anunciados pelo seu governo como uma tentativa de atrair investidores. A medida inclui rodovias, ferrovias, linhas de transmissão e portos e, para a equipe do presidente, tem potencial para despertar o interesse da China, país que faz grandes investimentos em infraestrutura pelo mundo.

Ele começa os compromissos oficiais na sexta-feira (1º/9), quando se encontra com o presidente chinês, Xi Jinping, e o primeiro-ministro Li Keqiang. No dia seguinte, ele participa do Seminário Empresarial Brasil-China, que vai reunir empresários que investem ou têm interesse em investir no país.

Depois, entre 3 e 5 de setembro, Temer vai para a cidade de Xiamen, a primeira zona econômica especial da China, que é aberta ao capital estrangeiro e tem uma política de incentivos fiscais diferenciada. Além disso, a produção industrial do local, que inclui a indústria pesqueira, construção naval, telecomunicações e informática, é voltada para a exportação.

Temer estará acompanhado pelos ministros das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, do Planejamento, Dyogo Oliveira, dos Transportes, Maurício Quintella, da Agricultura, Blairo Maggi, de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, e do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra. Outros 11 parlamentares também integram a comitiva.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.