Temer entrega à CCJ defesa sobre nova denúncia da PGR

Presidente foi denunciado pelos crimes de obstrução à Justiça e organização criminosa juntamente com mais dois ministros

Os advogados de Michel Temer (PMDB) entregaram nesta quarta-feira (4/10), à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, a defesa do presidente em relação à segunda denúncia apresentada pela Procuradoria Geral da República, por obstrução de Justiça e organização criminosa.

Os ministros Eliseu Padilha, da Casa Civil, e Moreira Franco, da Secretaria-Geral, que foram acusados na mesma denúncia, também entregaram as defesas.

Agora, cabe à Câmara decidir se autoriza o Supremo Tribunal Federal (STF) a avaliar eventual abertura de processo contra o presidente e os ministros. O prazo definido é de cinco sessões de plenário.

Após cinco sessões, o relatório será encaminhado ao plenário, onde a decisão final será tomada. Para que as acusações tenham andamento no STF, é necessário o apoio de ao menos 342 dos 513 deputados.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.