Temer desmente no Twitter que será candidato a presidente em 2018

Por meio de sua assessoria de imprensa, o vice-presidente da República disse que a informação de que falou sobre se candidatar é “equivocada”, que na verdade defendeu o lançamento de nome do PMDB na próxima eleição presidencial

De acordo com equipe de Michel Temer, vice-presidente não se lançou candidato a presidente da República | Foto: Assessoria Michel Temer

De acordo com equipe de Michel Temer, vice-presidente não se lançou candidato a presidente da República | Foto: Assessoria Michel Temer

“É equivocada a informação do @Estadao de que o vice-presidente disse no Acre que é candidato à Presidência da República.” A frase, postada pela assessoria de imprensa do vice-presidente da República e presidente nacional do PMDB, Michel Temer, em seu Twitter na tarde desta sexta-feira (19/2) desmente a informação reproduzida no Jornal Opção de que Temer teria dito que será candidato a presidente da República em 2018.

Segundo a assessoria do vice-presidente, o que Temer disse na manhã desta sexta em Rio Branco, no Acre, foi que o PMDB lançará candidato a presidente em 2018. “O vice-presidente apenas repetiu que o @PMDB_Nacional terá candidato em 2018”, publicou no Twitter a equipe de Temer.

Na capital do Acre, o vice-presidente da República se reuniu, na sede do partido, com foco na união das oposições ao PT e para continuar sua campanha de reeleição como presidente nacional do PMDB. Rio Branco é a décima cidade visitada por Temer.

“Agora é o tempo do PMDB. Não tenho a menor dúvida disso. Nós vamos trabalhar muito, mas não apenas para lançar candidaturas. Nós estamos lançando um programa para o Brasil”, declarou em seu discurso o vice-presidente Michel Temer.

Na busca pela unidade peemedebista em todo o Brasil, Temer afirmou, ao direcionar sua fala a um dos filiados do PMDB em Rio Branco, que “você vai votar num candidato do PMDB à Presidência da República”. “Não tenho a menor dúvida disso”, afirmou Temer.

A convenção nacional do PMDB, que completa 50 anos em 2016, acontecerá em 12 de março, na capital federal. “Um partido que conseguiu redemocratizar o país, que conseguiu dar governabilidade para os grandes temas nacionais, e agora não quer apenas ser apoiador da governabilidade, mas quer ser governo, aqui no município e no Brasil”, pontuou Temer.

Ouça o discurso de Michel Temer em Rio Branco na íntegra:

 

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.