Teatro Destinatário entra em cartaz com “Tranças” e “Quecosô, Oncotô, Oncovô – Goiás singulares no Plural”

Grupo que se apresenta no palco do Teatro SESC nesta quinta-feira (21) e sábado (23) celebra oito anos de atividade

Celebrando oito anos de muita contação de histórias, teatro, dança e música, o Teatro Destinatário celebra oito anos de estrada apresentado dois espetáculos inéditos no palco do Teatro SESC. Na quinta-feira (21/2), a história de Goiás estará em palco sendo contada de forma divertida às 20 horas no espetáculo “Quecosô, Oncotô, Oncovô – Goiás singulares no Plural”.

“Tranças”, voltado para o público infantil, é o novo espetáculo que será estreado no próximo sábado (23/2). As sessões serão às 15 e às 17 horas. Tendo a menina Bintou (Jéssika Hannder) como personagem principal, a peça levará o público à infância e à África, numa história que se passa em Moçambique. Os ingressos variam de R$5 a R$22.

Em “Tranças”, a pequena Bintou vive numa aldeia em Moçambique e seu grande sonho é ter tranças, como sua irmã e todas as mulheres de sua família. Quando fecha os olhos a menina sonha com longas trancinhas coloridas, enfeitadas com pássaros e conchinhas, porém ao abrir os olhos “tudo o que tem são quatro birotes”, pois a tradição diz que crianças não podem usar tranças. Até que em um dia de festa na aldeia, Bintou com um ato de bravura e coragem salva duas crianças de sua vizinhança… Será que por sua esperteza ela ganhará um prêmio? Venha desvendar essa aventura com Bintou, a menina dos quatro birotes!

Já a comédia “Quecosô, Oncotô, Oncovô” aborda a diversidade cultural e a formação histórica do Estado de Goiás. A peÇa é embalada pelo ritmo da música e poesia de Juraildes da Cruz e pelo texto da doutora em história Miriam Bianca do Amaral Ribeiro (UFG). Um grupo de artistas populares, em crise de identidade, parte em uma viagem pela história de Goiás em busca de respostas para o “Quecosô?”, o “Oncotô?” e o “Oncovô?”. Índios, mineradores, colonizadores, escravos negros, tropeiros, jagunços, peões, coronéis, ditadores, imigrantes, estudantes, entre tantos, são personagens que os ajudam a redescobrir “o que são, onde estão e para onde vão”.

Marca registrada do grupo que atua desde 2011, Teatro Destinatário apresenta espetáculos que não pretendem apenas o entretenimento através do teatro, mas a formação de uma plateia crítica. O grupo, de Goiás, é formado por Jéssika Hannder, Luciano Di Freitas e Ludmyla Marques e conta com nove espetáculos estreados ao longo de oito anos de estrada. Em 2013 o grupo realizou oficinas artísticas e apresentações da peça em escolas da rede estadual através do o projeto Goiânia mais 80, no Festival Internacional de Artes Cênicas de Goiânia. No mesmo ano, através do FAC/GO, circulou em museus de dez cidades do estado de Goiás.

O repertório do grupo já contou com as montagens dos espetáculos Tudo em Cores e outras poesias (2015), com texto de Valéria Belém; e O Abajur Lilás de Plínio Marcos, sob direção de Natássia Garcia (2014-2017); De lá pra cá, Daqui pra lá (2015), A roupa nova do rei (2016), Destros Sinistros, Sinistros Destros (2016). Atualmente, além do espetáculo Quecosô, Oncotô, Oncovô – Goiás singulares no plural, o grupo tem em repertório a peça Bumba, meu boi Estrela, que se apresentou no Festival Nacional de Teatro de Porangatu – TENPO, em novembro de 2014, no Festival de Teatro de Piracanjuba, em 2015, e no Festival Goiânia em Cena, em 2018.


Teatro Destinatário: 8 anos de estrada. Foto: Samuel Ferreira

Serviço:
Espetáculos com Teatro Destinatário – 8 anos
“Quecosô, Oncotô, Oncovô – Goiás singulares no Plural”
Data: Quinta-feira (21/2)
Horário: 20 horas
Ingressos: R$8 trabalhadores do comércio e dependentes, R$10 conveniados, R$11 meia e R$22 inteira
Local: Teatro SESC Centro – Rua 15, esquina com Rua 19, Setor Central – Goiânia (GO)

“Tranças”
Data: Sábado (23/2)
Horário: 15 e 17 horas
Ingressos: R$5 trabalhadores do comércio e dependentes, R$6 conveniados, R$7 meia e R$14 inteira
Local: Teatro SESC Centro – Rua 15, esquina com Rua 19, Setor Central – Goiânia (GO)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.