Teatro, circo e cultura popular foram contemplados com R$ 1,5 milhão de fundo do governo estadual

Mais de 10 projetos foram contemplados pela Secult, por meio de recursos do Fundo de Arte e Cultura (FAC), informa a administração estadual

Mesmo durante a pandemia, entre março a julho, a Secretaria de Estado de Cultura (Secult Goiás) destinou quase R$ 1,5 milhão para artistas que continuaram as atividades de forma virtual. São recursos do Fundo de Arte e Cultura (FAC), relativos aos editais de 2018 e pagos pela gestão do governador Ronaldo Caiado, que herdou as dívidas da administração passada.

Segundo informa o Governo, são companhias e grupos que, à distância, promovem apresentações, espetáculos, oficinas, laboratórios e saraus. Todas feitas de forma virtual e divulgadas nas redes sociais dos responsáveis.

Projetos como “Arte na Contramão”, “Goiás nas Alturas”, “Ilusionistas Do Cerrado – Um Duelo Entre Números”, “Catavento: Alçando Voos” e “Pastana recebe a Visita de Chico” foram apoiados pelo FAC em ações on-line.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.