Atuação de “Alice” deve poupar trabalho mecânico de servidores, que, segundo o Tribunal, poderão ser remanejados para outras atividades de auditoria                    

| Foto: Arquivo

O Tribunal de Contas do Estado de Goiás (TCE-GO) anunciou nesta terça-feira, 23, a chegada de Alice, um robô que analisa licitações da Administração Pública. A nova contratada do Tribunal deve começar operar em outubro deste ano. Alice é capaz de cruzar dados e verificar, por exemplo, se as empresas concorrentes têm sócios em comum.

Criada pela Controladoria-Geral da União (CGU) em 2015, em seguida utilizada pelo Tribunal de Contas da União (TCU), a robô vai poupar o trabalho mecânico de vários servidores, que poderão ser locados em outras atividades de auditoria. A proposta da Secretaria de Controle Externo do Tribunal é utilizar Alice para analisar, em tempo real, todas as licitações publicadas no Diário Oficial do Estado.

Segundo o chefe do Serviço de Informações Estratégicas do TCE-GO, Maurício Barros de Jesus, a ferramenta está sendo aprimorada com a contribuição de todos os TCs do Brasil, por meio da rede InfoContas, criada pela Atricon.

“O desenvolvimento de soluções em rede tem como vantagens a otimização de esforços, redução dos custos e o compartilhamento das experiências entre os TCs, permitindo uma ação de controle a nível nacional, sem a necessidade de que cada Tribunal desenvolva sua própria solução”, afirma Maurício.