Taxa de 15% sobre lucro de multinacionais é adotada pelo G20

Acordo aprovado em julho visa diminuir a evasão de divisas para paraísos fiscais

Taxa de 15% sobre lucro de multinacionais é adotada pelo G20 | Foto: Reprodução

Após concordarem sobre a criação da taxa em julho, líderes do G20 adotam imposto de 15% sobre lucros de multinacionais, neste sábado, 30. A intenção é impedir que lucros de empresas seja “escondidos” em paraísos fiscais, uma vez que muitas entidades atribuem seus ganhos a empresas subsidiárias que estejam localizadas em países que cobram pouco ou nenhum imposto.

Com o acordo, companhias deverão pagar tributos aos países em que estiverem sediadas e aos que abrigarem suas filiais e sucursais.

A adoção da taxa chegou a ser comemorada pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, em seu perfil do Twitter. Segundo ele, este significa muito mais que um “acordo fiscal”, e se trata da “diplomacia remodelando a economia global e ajudando a população”.

Janet Yellen, secretária do Tesouro dos Estados Unidos, também comemorou e considerou este um dia histórico. Segundo ela, tal acordo irá tornar a economia global um local mais “próspero”, tanto para as empresas quanto aos trabalhadores norte-americanos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.