Suspensa quebra de sigilo de Bolsonaro

CPI pediu ao Supremo que Bolsonaro se retrate sobre a declaração que associa vacinas contra Covid ao aumento do risco de desenvolver Aids

Nesta segunda-feira, 22, o ministro Alexandre de Moraes suspendeu a quebra de sigilo telemático do presidente Jair Bolsonaro aprovada pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid. Os senadores também pediram o banimento de Bolsonaro das redes sociais. O ministro disse que o requerimento da CPI foi feito no mesmo dia em que a Comissão foi encerrada.

Além de solicitar a quebra de sigilo e o banimento das redes sociais, a CPI pediu ao Supremo que Bolsonaro se retrate sobre a declaração que associa vacinas contra Covid ao aumento do risco de desenvolver aids.

Alexandre se tornou relator do pedido de Bolsonaro porque já relata as solicitações feitas pela CPI contra o presidente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.