Suspeito preso na Spoofing diz que Delgatti se vangloriou de invadir conta de Moro

Gustavo Henrique Santos relatou à Polícia Federal que colega também entrou em sua conta

Um dos suspeitos detidos na Operação Spoofing, Gustavo Henrique Santos teria dito à Policia Federal (PF), segundo a Folha, que seu colega Walter Delgatti Neto se vangloriou de ter invadido a conta do Telegram do ministro da Justiça Sergio Moro. Eles, e mais dois acusados, foram presos no último dia 23.

Delgatti, que confessou ter invadido as contas, também teria invadido o Telegram do amigo, conforme revelou Gustavo. Ele também afirmou ter recebido uma chamada de vídeo de Walter em que o suspeito apresentava, via tela do PC, pastas dos supostos ataques – uma delas tinha o nome de Moro.

Ainda segundo o depoimento de Gustavo, Walter pretendia vender as mensagens ao PT, mas ele não soube dizer se o colega conseguiu realizar o intuito. O Partido dos Trabalhadores, por sua vez, emitiu nota e disse que tomará as medidas judiciais e que as citações são tentativas de armar contra a sigla.

Os suspeitos, segundo o juiz da 10ª Vara Federal do Distrito Federal, Vallisney de Oliveira, afirmou que os suspeitos podem pegar de 3 meses a 8 anos de prisão e que teriam cometido os crimes de quadrilha, invasão e captura ilegal de dados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.