Suspeito de vender vagas para cirurgias em hospitais públicos é preso

Homem oferecia realização de procedimentos cirúrgicos sem aguardar na fila de espera e cobrava até R$ 2 mil

Foto: Polícia Civil

A Delegacia Estadual de Repressão aos Crimes Contra a Administração Pública (Decarp) cumpriu mandado de prisão preventiva de Eder Alves da Rocha, suspeito de vender vagas para cirurgias em hospitais públicos de Goiás.

Ele prometia a conquista do procedimento cirúrgico sem fila de espera em troca de dinheiro. Ele garantia, principalmente, cirurgias eletivas e de emergência. Segundo as investigações, os valores cobrados variavam de R$ 1,2 mil a R$ 2 mil, dependendo do tipo de intervenção.

A polícia ainda busca encontrar agentes públicos e outros particulares envolvidos no esquema. O suspeito poderá responder por crime de corrupção ativa, sem prejuízo de outros delitos eventualmente comprovados ao término da investigação.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.