Suspeito de transmitir HIV propositalmente é preso em Goiás

A Polícia Civil cumpriu mandado de prisão pelo crime de lesão corporal gravíssima

O homem de 37 anos, identificado como Leovaldo Francisco da Silva, é suspeito de transmitir o vírus do HIV para suas companheiras, sem avisá-las de sua condição. O homem foi preso nesta segunda-feira, 21. A prisão foi feita pela Polícia Civil de Goiás, por meio das Delegacias de Pontalina e de Piracanjuba, que cumpriram o mandado de prisão preventiva pelo crime de lesão corporal gravíssima.

Segundo informações da Polícia Civil, há cerca de 15 dias, as vítimas compareceram à Delegacia de Polícia Civil de Pontalina, psicologicamente abaladas, informando que Leovaldo seria portador do vírus HIV e que teriam tido relações sexuais sem preservativo com o suspeito. Uma das vítimas compareceu em sede policial com seu respectivo exame, o qual constava o resultado positivo para HIV.

Após a denúncia, os policiais representaram pela decretação da prisão preventiva, a qual contou com o parecer favorável do Ministério Público e posterior acolhimento judicial.

Ainda segundo a Polícia Civil, a divulgação da imagem e identificação do preso neste é respaldada pela Lei nº 13.869 e Portaria nº 02/2020-PCGO, que visa a identificação de outras vítima dos crimes cometidos pelo autor, bem como surgimento de novas denúncias, testemunhas e elementos informativos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.