Suspeito de incêndio criminoso que levou ao desabastecimento de água em Anápolis é preso

Incêndio teria sido causado após briga entre ex-caseiro e herdeiro de uma fazenda

Incêndio atingiu diversas fazendas e acabou deixando Anápolis sem água | Foto: Reprodução

A Polícia Civil realizou, na manhã desta quinta-feira, 3, operação para cumprimento de mandado de prisão preventiva contra o suposto autor de incêndio que causou desabastecimento de água em Anápolis por dois dias. O homem, de 45 anos, foi preso no Setor Recanto do Sol, em Anápolis.

O incêndio, ocorrido na zona rural de Anápolis, entre os dias 29 de setembro e 1° de outubro, teria sido causado por uma briga trabalhista entre o ex-caseiro da fazenda e o herdeiro da terra. O fogo se espalhou por diversas áreas e atingiu linha de distribuição de energia que alimenta a substação de energia da Captação Piancó, que capta água para cerca de 80% da população de Anápolis.

O delegado da 5ª DP de Anápolis, Hugo Benedetti, explica que a rixa girou em torno do não pagamento de rescisão contratual após a morte do antigo dono da propriedade. Houve, na justiça trabalhista, acordo para que o acerto pelos anos de trabalho do ex-caseiro sejam pagos após a venda da propriedade.

No entanto, o inventariante resolveu não vender. O que deixou o caseiro furioso. Ele, então, incendiou a fazenda para se vingar do inventariante. O incêndio saiu do controle e atingiu diversas outras propriedades e afetou as linhas de energia, deixando a cidade sem água.

Segundo o delegado, o caseiro será indiciado por incêndio qualificado, por ter causado dano a bem público. A pena pode chegar a noove anos.

O inquérito policial ainda está em andamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.