Supremo determina abertura de CPI da Pandemia

Ação judicial foi apresentada ao STF por senador goiano Jorge Kajuru e seu colega de partido, Alessandro Vieira

Ministro Roberto Barroso revogou as prisões temporárias dos alvos da Operação Skala | José Cruz/Agência Brasil

A ação judicial apresentada ao Supremo Tribunal Federal (STF) pelo senador goiano Jorge Kajuru (Cidadania), e por Alessandro Vieira (Cidadania-SE), que pedia investigação de possíveis negligências do governo federal no combate à pandemia de Covid-19 foi recebido e, por determinação do ministro Luís Roberto Barroso, a CPI deve ser instalada.

Um pedido pela criação da CPI havia sido protocolado no dia 15 de janeiro com assinatura de 31 senadores, mas até o momento, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), não fez a abertura. Segundo Pacheco, será aguardada uma notificação oficial para o pronunciamento definitivo sobre o tema.

“Estamos evidentemente felizes. O ministro Barroso atendeu um pedido feito por nós dois [Kajuru e Alessandro] sobre a óbvia, não só óbia, necessária CPI da pandemia. Enaltecemos a coerência do ministro Barroso e esperamos que o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, e eu sei que assim ele agirá, cumprirá sua palavra dada na sessão de hoje, em que disse que se o Supremo determinasse, ele apenas cumpriria a lei, a decisão do Supremo. Estamos nos sentindo vitoriosos para o bem daquilo que foi assinado por mais de 30 senadores”, afirmou Kajuru após a decisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.