Suposto serial killer é denunciado pelo homicídio da adolescente Ana Lídia

Confronto balístico da arma usada por Tiago Henrique no crime, ocorrido na Setor Cidade Jardim em agosto, deu positivo

destaque anaO promotor de Justiça Carlos Alberto Fonseca ofereceu denúncia por crime de homicídio contra o suposto serial killer Tiago Henrique Gomes da Rocha, de 26 anos. Ele é acusado de homicídio duplamente qualificado contra Ana Lídia de Sousa Gomes, de 14 anos, ao agir por motivo torpe e mediante recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

Investigação da Polícia Civil apurou que, no dia 2 de agosto de 2014, por volta das 15 horas, no Setor Cidade Jardim, a adolescente estava sozinha quando foi baleada no peito por Tiago Henrique. Ana Lídia morreu no local, enquanto o suposto assassino em série fugiu em sua motocicleta.

O promotor ressalta que a bala extraída do corpo da vítima, submetida a exame pericial com a arma apreendida na residência do denunciado, resultou em confronto positivo.

“O crime foi praticado por motivo torpe, em virtude da satisfação mórbida de prazer que o denunciado sentia, sem sua ‘raiva’ aliviada ao matar pessoas, conforme confessado por Tiago”, disse Carlos Alberto.

Tiago Henrique Gomes da Rocha

Tiago Henrique Gomes da Rocha

No final de novembro, Tiago Henrique foi denunciado por homicídio, também duplamente qualificado, contra Rosirene Gualberto da Silva, ocorrido no Setor dos Funcionários, no dia 19 de julho de 2014. No último dia 9, ele foi ouvido pelo juiz Eduardo Pio Guimarães sobre a morte de Rosirene.

Na ocasião, ele disse que foi “obrigado a praticar o crime”, mas não disse por quem. Ainda na oitiva, o suposto serial killer disse que “um sentimento demoníaco” o possuía ao matar as vítimas.

Antes de ser preso no dia 14 de outubro pela força-tarefa da Polícia Civil — operação incumbida a dar celeridade na elucidação de crimes que vitimavam mulheres —, o suspeito atuava como segurança no Hospital Materno Infantil (HMI). Ao ser detido, Tiago confessou à polícia que praticou 29 homicídios.

Deixe um comentário