Preso grupo que aplicava golpes com apostas esportivas

Depois de três meses de apuração, Polícia Civil pediu bloqueio de R$ 20 milhões, além de mandados de prisão temporária e busca e apreensão

Um grupo criminoso, que atua em Bela Vista de Goiás, foi alvo da Operação Octopus, deflagrada, pela Polícia Civil. A organização atuava com oferta corretagem, intermediação de apostas em jogos esportivos e investimentos em criptoativos. A promessa era de lucro certo de 50% ao mês no início das atividades e 30% em período mais recente. O esquema, segundo a Polícia Civil, operava no modelo de pirâmide financeira.

A investigação levou cerca de três meses para ser concluída. Além do bloqueio de R$20 milhões, foram cumpridos quatro mandados de prisão temporária, onze mandados de busca e apreensão e dois sequestros de veículos de luxo. No total, foram 74 medidas cautelares com objetivo de desmantelar a organização criminosa. Dispositivos eletrônicos, documentos, valores em espécie e três armas de fogo foram apreendidos.

Com auxílio de órgãos parceiros, foi possível efetivar a rastreabilidade dos recursos financeiros em forma de criptomoedas. A investigação busca comprovar a Lavagem de Dinheiro e Crime Contra a Economia Popular.

Mais informações sobre a operação serão concedidas, na manhã da próxima segunda-feira (29), em uma coletiva que será dada pelo delegado Webert Leonardo.

Uma resposta para “Preso grupo que aplicava golpes com apostas esportivas”

  1. Avatar ROSA MARIA OLIVEIRA BONIFÁCIO disse:

    Tudo acontece em Bela Vista de Goiás.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.