Supermercados vendem produtos mais caros em dias de promoção de hortifruti, alerta Procon

Quilo da pêra Willians foi encontrado a R$ 1,99 em dia normal e R$ 9,99 em dia promocional

A grande maioria dos supermercados estabelece um ou mais dias da semana para comercializarem produtos de hortifruti com preço promocional. Para avaliar se os estabelecimentos realmente proporcionam economia para a dona de casa que prioriza a compra nesses dias, o Procon Goiás visitou entre os dias 3/9 e 17/9, 13 supermercados da capital e verificou o preço de 51 itens como frutas, verduras e legumes.

As visitas ocorreram em dois dias da semana, uma em dia habitual, ou seja, com preços normais e outra  em dia de promoção de hortifruti. Após a conclusão e análise detalhada dos dados coletados, foi possível identificar uma prática comum em quase todos os estabelecimentos visitados: a comercialização, em dias de promoção, de alguns produtos com preços mais elevado que os praticados em dias normais.

É o caso da pêra Willians, cujo quilo em dia normal foi encontrado a R$ 1,99 e em dia promocional custava R$ 9,99 no mesmo estabelecimento. Uma variação de 402%.

Ou seja, se a dona de casa não ficar atenta aos produtos de fato anunciados, a economia conseguida na compra de alguns itens pode acabar ficando ali mesmo, no próprio supermercado.

Para evitar cair na armadilha, o Procon alerta para que antes de comprar nos dias de promoção, é importante que o consumidor tenha uma noção prévia dos preços praticados em dias normais para poder avaliar quais produtos podem estar com preços mais vantajosos.

No entanto, caso não tenha essa noção, o cliente deve comprar apenas os produtos que estão anunciados com preços promocionais.

Neste caso, priorizando os produtos que estão em promoção, a economia pode ser significativa em alguns produtos. É o caso, por exemplo, do quilo do tomate que em dias habituais é vendido a R$ 3,99 e em dias normais cai para R$ 0,59, economia de 85,21%.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.