STJ reduz pena de Carlinhos Cachoeira

Tribunal acatou parcialmente recurso apresentado pela defesa do contraventor 

A 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) resolveu acolher parcialmente recurso da defesa do contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, e reduziu sua pena no caso Loterj para 4 anos, em regime semiaberto. As informações são do site “O Antagonista”.

O ministro Nefi Cordeiro determinou no início deste mês o cumprimento imediato da pena de 6 anos e 8 meses pelos crimes de corrupção e fraude em licitação.

Em 2012, a 29ª Vara Criminal do Rio de Janeiro condenou Cachoeira e o ex-presidente da Loterj, Waldomiro Diniz, a 8 e a 12 anos de prisão.

Conforme denúncia do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), Diniz pediu R$ 1,7 milhão ao contraventor como propina. Em troca, Cachoeira obteve a alteração de um edital de licitação para se favorecer.

Deixe um comentário