STJ converte prisão de Pastor Everaldo de temporária para preventiva

Determinação do ministro Benedito Gonçalves atende a pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) e agora a prisão não tem mais previsão para acabar

Pastor Everaldo | Foto: Reprodução

O Superior Tribunal de Justiça (STJ), decidiu na sexta-feira, 4, converter a prisão do presidente do PSC, Pastor Everaldo, de temporária para preventiva.

A determinação do ministro Benedito Gonçalves atende a pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) e agora a prisão não tem mais previsão para acabar.

Pastor Everaldo foi preso no dia 28 de agosto em meio a uma investigação que apura desvio de recursos públicos da saúde no Estado do Rio de Janeiro. O presidente nacional do PSC é acusado de corrupção e lavagem de dinheiro — que deveria ser aplicado no combate à pandemia, na mesma operação que levou ao afastamento do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.