STJ arquiva sindicância contra Marconi Perillo na Operação Decantação

Corte Especial entendeu não haver elementos que comprovassem envolvimento do tucano

Foto: Divulgação

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) arquivou por unanimidade na última quarta-feira (2/5), em sessão de julgamento da Corte Especial, a sindicância aberta para apurar participação do ex-governador Marconi Perillo na Operação Decantação.

Os ministros acolheram parecer do Ministério Público Federal (MPF) pela extinção da investigação, relatada com voto favorável de Raul Araújo, que confirmou o argumento de que “não havia indícios mínimos de qualquer prática de conduta delituosa atribuível a Marconi”.

Em março, o MPF pediu o arquivamento da investigação. De acordo com a sindicância as conversas entre o tucano e o presidente da Saneago na época, José Taveira, não possuem abordagens criminosas, portanto não há provas suficiente para incriminar o o governador.

Deflagrada em 2016, a Operação Decantação denunciou 35 pessoas desviar recursos da Saneago para fins políticos.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.