STF atende pedido de Alcolumbre e suspende mandado de busca no gabinete de Serra

Endereços ligados ao ex-governador de São Paulo foram alvo de mandados de busca e apreensão nesta terça

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, atendeu ao pedido do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM), e suspendeu o mandado de busca e apreensão no gabinete do senador José Serra.

“Defiro a liminar para suspender a ordem judicial de busca e apreensão proferida em 21 de julho de 2020 pelo juiz Marcelo Antonio Martin Vargas, da 1ª Zona Eleitoral de São Paulo, nas dependências do Senado Federal, mais especificamente no gabinete do Senador José Serra”, escreveu Toffoli.

Na manhã desta terça-feira, 21, endereços ligados ao ex-governador de São Paulo foram alvo de mandados de busca e apreensão. Segundo informações, Serra é suspeito de crime de caixa dois durante a campanha eleitoral de 2014.

A assessoria de Davi Alcolumbre esclareceu ao Metrópoles que a reclamação enviada ao STF não contesta a validade das investigações, que apuram um suposto esquema no valor de até R$ 5 milhões, mas os mandados de busca e apreensão autorizados pelo juiz.

A Polícia Federal (PF) chegou a entrar no Congresso Nacional, mas não realizou as buscas no gabinete do senador. (Com informações do Metrópoles)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.