Standard & Poor’s rebaixa nota do Brasil mais uma vez

Após perder o selo de bom pagador há cinco meses, país tem mais uma queda em avaliação de agência de classificação de risco

Depois de tirar do Brasil a avaliação de bom pagador, agência rebaixa nota de risco brasileira | Foto: Reprodução

Depois de tirar do Brasil a avaliação de bom pagador, agência rebaixa nota de risco brasileira | Foto: Reprodução

O Brasil já havia perdido o selo de bom pagador da agência de classificação de risco Standard & Poor’s (S&P). E nesta quarta-feira (17/2), a S&P rebaixou a nota do país para BB. Ao entender que o ajuste econômico brasileiro será maior do que o esperado, a agência tirou o Brasil da classificação BB+.

Segundo a S&P, o déficit público brasileiro entre 2016 e 2018 deve ser de cerca de 7% do Produto Interno Bruto (PIB). A agência especula que a dívida pública do Brasil atingirá aproximadamente 60% do PIB.

Para a agência de classificação de risco, a queda na nota é um reflexo do perfil de crédito brasileiro desde setembro, que piorou, inclusive com a retirada do selo S&P de bom pagador do Brasil. A empresa informou que 2016 é mais uma no de “correção lenta” na política fiscal e um “processo de ajuste mais prologando” com “contração da economia”.

Com superávit de 0,5% do PIB na meta fiscal de 2016, a S&P disse que essa expectativa passa por revisão. A S&P disse que percebe um menor compromisso da administração pública com a política fiscal.

A avalição da agência é a de que entre 2016 e 2017 o déficit fiscal médio fique em 8%, com queda em 2018 para 5%.

Das agências internacionais de risco, a Moody’s é a única que dá ao Brasil o selo de bom pagador, mas essa avaliação passa por revisão e pode sofrer queda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.