“Sou a favor da expulsão, mas não da cassação”, diz Talles Barreto sobre ida de Chiquinho para a base

Deputado Chiquinho de Oliveira, que votou favorável ao projeto que permite Goiás ingressar no RRF, teria sido contra uma decisão da legenda

Deputado estadual Talles Barreto (PSDB) | Foto: Maykon Cardoso / Alego

Candidato a prefeito de Goiânia pelo PSDB em 2020, o deputado estadual Talles Barreto é contra uma possível cassação do colega de partido e de bancada, Chiquinho de Oliveira. O parlamentar votou favorável ao projeto, aprovado na Assembleia esta semana, que permite o estado de Goiás ingressar no Regime de Recuperação Fiscal e sinalizou compor a base aliada do governador Ronaldo Caiado (DEM).

“Se o partido entender que deve expulsar, eu concordo plenamente porque não (ele) está seguindo as regras. Mas a cassação dele eu não sou a favor”, se posiciona Talles Barreto. O tucano destaca que o Chiquinho de Oliveira foi uma pessoa importante para o partido e “contribuiu muito” com o PSDB.

“Já que ele está buscando novos horizontes, eu vejo a expulsão como o melhor caminho”, diz Talles sobre como pretende se posicionar caso seja consultado pela direção regional do PSDB, comandada pelo ex-governador José Eliton.

Talles afirma que não participou de reunião do partido na qual teria sido definida a posição da bancada na Assembleia para votar contrária ao ingresso de Goiás no RRF. Chiquinho foi o único que votou favorável. “Mas eu acho que ele cumpriu a sua história dentro do partido e sempre foi um homem de confiança do governador Marconi Perillo”, diz o deputado tucano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.