Sob chuva, cerca de 60 mil manifestantes vão às ruas em Goiânia contra o governo do PT

Entre outras reivindicações, goianienses pedem pelo fim da corrupção no país e pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff

Foto: Alexandre Parrode/Jornal Opção Online

Foto: Alexandre Parrode/Jornal Opção Online

*Com informações de Alexandre Parrode

Aproximadamente 60 mil pessoas foram para as ruas em Goiânia, neste domingo (15/3), em protesto contra a gestão da presidente Dilma Rousseff (PT).  Com concentração na Praça Tamandaré, às 14 horas, os manifestantes seguiram pela Avenida 85, que foi interditada nos dois sentidos devido ao protesto.

Nem mesmo a chuva desanimou os manifestantes que, entre outras reivindicações, pedem pelo fim da corrupção no país e pelo impeachment da presidente Dilma. Durante a passeata, manifestantes também demonstraram insatisfação com a gestão municipal, pedindo pelo impeachment do prefeito Paulo Garcia, do PT.

O ato em Goiânia é organizado pelo grupo “Brasil Livre”. A caminhada seguiu até a sede da Polícia Federal, no Setor Marista, onde houve a “prisão simbólica” da presidente petista.

O deputado estadual Lucas Calil (PSL) e os deputados federais por Goiás delegado Waldir (PSDB) e Giuseppe Vecci (PSDB) acompanharam a manifestação. “Estou aqui, pois, assim como o restante dos brasileiros, estou cansado dos desmandos do PT”, afirmou à reportagem o delegado Waldir, que se diz a favor do processo de impeachment contra a presidente.

Conforme informações preliminares, o protesto foi realizado de forma pacífica, sem registros de violência. O ato integra uma série de manifestações anunciadas para este domingo em ao menos 17 capitais e no Distrito Federal.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.