Sistema para tratamento de esgoto é a ideia vencedora do Hackathon em Saúde UFG

Filtragem utiliza materiais reciclados e mudas de bambu; água resultante pode servir para limpeza

Equipe Equalize ganhou o 1º lugar | Foto: UFG/ Divulgação

Um sistema de filtragem com módulos pré-fabricados para a universalização do tratamento de esgoto proposto por estudantes da Universidade Federal de Goiás (UFG) ganhou o Hackathon – Inovações para Saúde Pública promovido pela instituição. O sistema inclui um aplicativo para o acompanhamento da manutenção.

A filtragem utiliza materiais reciclados e mudas de bambus. Primeiramente, por decantação, é feita a separação dos resíduos sólidos que são aproveitados em uma compostagem para cultivo de ervas medicinais. O fluido restante é direcionado para as raízes dos bambus. A água resultante, no entanto, não é indicada para consumo humano, mas para limpeza, entre outros usos.

Em segundo lugar, ficou a equipe InDose, com um aplicativo para ajudar a calcular a quantidade de insulina para quem tem diabetes tipo 1. A terceira colocada foi a Sang.in, com um aplicativo para estimular a doação de sangue.

A premiação foi entregue na tarde desse sábado, 23 de novembro. As equipes classificadas em primeiro, segundo e terceiro lugares receberam R$ 10 mil, R$ 6 mil e R$ 4 mil, respectivamente. Os três times poderão participar de uma imersão no Centro de Empreendedorismo e Incubação (CEI) da UFG, com objetivo de preparar o projeto para aplicação no sistema de saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.