Sistema Mauro Borges vai viabilizar abastecimento de 100% da RMG até 2019

Estação de tratamento que funciona desde o último dia 9 de setembro, já atende a 70 bairros de Goiânia

Governador de Goiás Marconi Perillo (PSDB) | Foto: Divulgação

O Sistema Produtor Mauro Borges, inaugurado oficialmente nesta terça-feira (19/9), que faz captação, tratamento e distribuição de água do Ribeirão João Leite, tem como objetivo universalizar o abastecimento de água em Goiânia e cidades da Região Metropolitana.

Segundo o presidente da Companhia de Saneamento de Goiás (Saneago), Jalles Fontoura, o objetivo é de que em 2019, 100% da população receba água tratada. “Mais de 5 milhões de pessoas serão beneficiadas”, disse o presidente.

Já em funcionamento desde o último dia 9 de setembro, a Estação de Tratamento de Água (ETA), que integra o complexo do Sistema Produtor Mauro Borges, tem aumentado gradativamente o ritmo de produção e atualmente já capta 4 mil litros por segundo, atendendo 41 bairros antes atendidos pelo Sistema Meia Ponte.

O desafio é estender esses quatro mil litros por segundo para a Grande Goiânia. Aos poucos, o Rio Meia Ponte, que abastece mais da metade d a capital, com 2,3 mil litros por segundo, – será destinado também ao abastecimento das cidades de Trindade e Goianira, com o remanejamento de uma vazão excedente de 680 l/s. Parte dos municípios já é abastecida hoje por esse manancial.

O Sistema Mauro Borges até 2040, deverá ter dobrada sua vazão atual, alcançando a marca de oito mil litros de água por segundo, para atender a três milhões de pessoas na Região Metropolitana de Goiânia,

” O Sistema Mauro Borges é fruto de planejamento estratégico rigoroso iniciado em 1999 que agora é inaugurado garantindo segurança hídrica para toda a população da região mertopolitana de Goiânia”, disse o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB).

O governador ressaltou que a inauguração veio em boa hora, uma vez que a capital, assim como vários outras cidades do país, enfrenta uma crise hídrica. “Se não tivesse feito esse planejamento lá atrás, Goiânia iria padecer hoje de muitos problemas. O atual reservatório do Rio Meia Ponte vai ficar responsável por Trindade e Goianira e parte da regiao Oeste. Todo o resto de Goiânia e Aparecida de Goiânia serão atendidos pelo Mauro Borges”, explicou.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.