Sírio-Libanês, Americanas e FAS entregam miniusina de oxigênio para população do Amazonas

Previsão é que o equipamento, que tem capacidade para a produção de 26m3 de oxigênio por hora, saia neste final de semana do aeroporto Viracopos, em Campinas (SP)

Foto: Reprodução

O Hospital Sírio-Libanês de São Paulo e o Grupo Americanas se uniram à Fundação Amazônia Sustentável (FAS), numa parceria para a entrega de uma miniusina de produção de oxigênio, destinada a atender principalmente o interior do estado do Amazonas, onde a crise pela falta do gás é mais grave.

O Sírio-Libanês recebeu miniusinas e reservou uma delas para o Amazonas. O Grupo Americanas será responsável pela logística de transporte da miniusina até Manaus. A previsão é que o equipamento saia neste final de semana do aeroporto Viracopos, em Campinas (SP). A miniusina tem capacidade para a produção de 26m3 de oxigênio por hora, o suficiente para atender 50 leitos.

Segundo Virgilio Viana, superintendente geral da FAS, a ação é mais uma iniciativa da fundação em apoio à população amazonense, principalmente nas regiões mais remotas, onde o acesso é mais difícil.

A Aliança, por meio da FAS, parceria que conta com mais de 100 participantes, entre empresas, entidades e governos do Brasil e do exterior e pessoas físicas, está ajudando a população ribeirinha, indígenas e da região periférica de Manaus, desde o início da pandemia, com recursos financeiros e materiais para prevenção e combate ao vírus.

Mais de 300 mil pessoas da Amazônia já foram beneficiadas com as ações da Aliança. Foram doados mais de R$ 35 milhões em recursos financeiros e materiais para o combate à Covid.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.