Sintomas sugerem que doença desconhecida de MG não é contagiosa

Médico do Hospital das Clínicas da USP descarta doença infecciosa e acredita em envenenamento por metal pesado

Laboratório da Funed onde os materiais coletados estão em análise / foto: Gladyston Rodrigues/EM/DA Press

O médico Anthony Wong, diretor do Centro de Assistência Toxicológica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, analisou os sintomas de pelo menos oito pessoas com a doença misteriosa em Belo Horizonte. Dores abdominais, visão borrada, problemas neurológicos e disfunção renal são algumas das manifestações no organismo dos pacientes que levaram Wong a concluir que seja um provável envenenamento por metal pesado.

A doença matou um homem de 55 anos, no Bairro Buritis, na capital mineira.  O médico não acredita que tenha sido provocada por um micro-organismo, um vírus ou bactéria e nem que seja infeccioso, pois não apresenta febre ou diarreia. “Pode ser que seja algo de uma padaria, restaurante, que tenha sido contaminado. É comum que em casos desse tipo mais de uma pessoa na mesma região sejam contaminadas”, comentou Wong.

A Polícia Civil afirmou que irá investigar se houve crime, embora não tenha ocorrido nenhum boletim de ocorrência registrados. A Secretaria de Saúde informou que irá realizar um exame epidemiológico para averiguar os alimentos ingeridos pelos pacientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.