Sintego e Seduc se reúnem para discutir nova remessa de pagamento dos servidores

Crédito suplementar aprovado na Alego será disponibilizado para servidores na próxima semana

Foto: Reprodução

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego), Bia de Lima, falou ao Jornal Opção que irá se reunir com a secretária de Educação, Fátima Gavioli nesta sexta-feira, 15, para discutir a questão dos pagamentos dos salários de dezembro dos profissionais da educação que ainda estão pendentes.

Com a aprovação do projeto de lei 982/19, na quinta-feira, 14, que autoriza a abertura de crédito especial no valor de R$ 20 milhões para uma nova remessa de pagamento do salário de dezembro/18 e do projeto 815/19, que disponibilizou R$ 28 milhões de reais para pagamento da folha de dezembro dos/as ativos, a presidente do Sintego acredita que cerca de 60% da categoria terá recebido.

Segundo a presidente do Sintego, a luta para que 100% dos profissionais da Educação, da ativa e aposentados, receba os salários atrasados continua. “Teremos essa reunião hoje e esperamos que tenhamos novidade sobre os pagamentos. O Sintego segue cobrando e acompanhando todos os trâmites referentes ao pagamento de dezembro até que seja quitado inteiramente, incluindo os aposentados e aposentadas”, informou.

Os R$ 20 milhões aprovado na quinta-feira, 14, só deve ser disponibilizado na conta dos professores no decorrer da próxima semana por conta dos trâmites legais relacionados ao pagamento.  

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Célia Gonçalves Nunes

Tá feia a coisa, enquanto isso, por causa do não pagamento do dezembro, continuo pagando minhas contas usando o meu limite e, pagando juros abusivos!😫