Sindilojas contesta renomeação de Avenida Castelo Branco para Iris Rezende Machado

Sindicato afirma ter faltado diálogo com a sociedade e com os lojistas e que alteração impactará comércio local

Após aprovação do substitutivo que altera o nome da Avenida Castelo Branco para avenida Iris Rezende Machado, na manhã desta terça-feira, 21, na Câmara Municipal de Goiânia, o Sindicato do Comércio Varejista no Estado de Goiás se posicionou contra a matéria. De acordo com o órgão, a alteração pode trazer prejuízos ao comércio local. Depois de ser aprovada no Legislativo, a matéria foi encaminhada para sanção do Poder Executivo Municipal.

“Apesar de reconhecer a honra e o legado irreparável do ex-governador e ex-prefeito Iris, o Sindilojas-GO entende que a alteração o nome da via pública traz prejuízos ao comércio local”, pontuou.

A justificativa fornecida pelo sindicato foi a não existência de um amplo debate para que a mudança ocorresse. Os mais de 600 lojistas que têm empreendimentos na Castelo Branco atualmente, de acordo com o órgão, não foram ouvidos.

“Na análise do sindicato, essa alteração pode causar desorientação na população e onerar os lojistas, que terão de refazer placas, letreiros, cartões de visitas, plotagem em veículos e todas as demais peças publicitárias onde constam os endereços das empresas”, diz.

Uma resposta para “Sindilojas contesta renomeação de Avenida Castelo Branco para Iris Rezende Machado”

  1. Avatar Valdeci Borges disse:

    Deixa de choradeira Sindlojas!

    Fazer novos cartões de visita é muito caro, né!?

    Novos adesivos nos carros…é bem possível que vai quebrar as empresas….correto?

    Tem que fazer audiência pública para mudar nome de rua?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.