Obras do corredor preferencial da Avenida 85 começam quinta-feira

Motorista será proibido de estacionar à direita na S-1, continuação da via. Tempo médio de viagem esperado para ônibus é de 19 minutos, em trecho de 14 quilômetros

Corredor da Avenida 85 seguirá modelo da Rua 10 (foto) e da Avenida T-63 | Foto: Reprodução/Prefeitura de Goiânia

Corredor da Avenida 85 seguirá modelo da Rua 10 (foto) e da Avenida T-63 | Foto: Reprodução/Prefeitura de Goiânia

Intervenções nas sinalizações horizontais, verticais e semafóricas serão as primeiras mudanças a serem executadas pela Prefeitura de Goiânia a partir da próxima quinta-feira (20/11) para a implantação do novo corredor preferencial de ônibus da Avenida 85. O lançamento das obras aconteceu nesta quarta-feira (19), em evento no Paço Municipal.

Apesar de ter adiantado que a primeira ação a ser feita será a restrição de estacionamentos da Avenida S-1, que é a continuação da Avenida 85, a Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMT) informou que o cronograma de trabalhos está em fase de elaboração.

De acordo com o titular da pasta, José Geraldo Freire, as obras devem ser aceleradas em janeiro do ano que vem. “A segunda etapa será a de pintura e a última será a de intervenções físicas, sendo essas mais complexas”, destacou o titular da pasta. À imprensa, ele disse que os serviços serão intensificados após o natal para evitar tumulto no fluxo de veículos na região.

O corredor preferencial da Avenida 85 será o terceiro a entrar em funcionamento e vai seguir o mesmo modelo de operação do corredor universitário, na Rua 10, e o da Avenida T-63. As vias contam com equipamentos eletrônicos de fiscalização de limite de velocidade. Eles têm com radares que captam motoristas que circulem na faixa dedicada ao transporte ou parem em cima da faixa de pedestres. Segundo José Geraldo, será dado um prazo de pelo menos 15 dias para iniciar a aplicação de multas.

Outras medidas a serem tomadas pela prefeitura estão a extinção dos retornos à esquerda, a adaptação dos canteiros centrais, a retirada dos semáforos de três tempos, a criação de ciclovias, além de estudo para avaliar a circulação de veículos no trecho.

A SMT informou que após a conclusão da obra, o tempo ganho de viagens em ônibus será de 19 minutos e de 14 para automóveis de passeio, em um percurso de 14 quilômetros. Um total de R$ 300 mil foi investido pelo Paço Municipal, com o auxílio do governo federal, por meio do Pacto da Mo­bilidade Urbana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.