Sete são detidos em prática ilegal de motocross no Parque Estadual da Serra Dourada

Além dos parques estaduais estarem fechados para visitação durante período de isolamento social, prática de motocross danifica vegetação e solo de áreas de preservação ambiental

Sete praticantes de motocross foram detidos no Parque Estadual da Serra Dourada (PESD), na cidade de Goiás. A ação ocorreu no último final de semana em fiscalização conjusta da Secretaria do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), fiscais das unidades de conservação (UC) e forças de segurança pública como polícias Civil, Militar, Ambiental e Militar (Patrulha Rural).


As motos apreendidas somam R$112 mil no valor médio de mercado. Os detidos tiveram de lavrar Termos Circunstaciados de Ocorrência (TCOs) e os autos de infração, no valor de R$10, 5 mil. Após isso, eles foram liberados. Havia, ainda, três menores de idade entre eles, que foram entregues aos responsáveis legais. Ministério Público e Polícia Civil irão apurar os fatos por meio de inquérito.


Além dos parques estarem fechados no período de isolamento social, os parques são unidades de conservação destinados a preservação de forma integral. “A perturbação do ambiente, dos animais, os danos à flora e à biodiversidade não podem ser tolerados”, afirmou a secretária da Semad, Andréa Vulcanis. ““É uma atividade que provoca degradação da vegetação e do solo, além de ocasionar processos erosivos e assoreamento de córregos”, falou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.