Servidores públicos reagem à reforma administrativa

Governo deve enviar reforma ao Congresso nesta quinta-feira, 3. Em razão disso, grupos sindicais aceleraram encontros das categorias nesta semana

Congresso Nacional | Foto: Luiz Phillipe Araújo/Jornal Opção

Grupos de servidores públicos passaram a buscar ministros associados à ala desenvolvimentista para discutir a reforma administrativa. Objetivo é abrandar o texto e apresentar alternativas rebater o risco de redução de jornada e de salários.

O governo deve enviar a reforma ao Congresso nesta quinta-feira, 3. Em razão disso, grupos sindicais aceleraram encontros das categorias para esta semana.

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) se reúne virtualmente nesta quarta-feira. O Fórum Nacional Permanente das Carreiras Típicas de Estado (Fonacate) e a Frente Associativa da Magistratura e do Ministério Público (Frentas) marcaram encontro remoto para quinta-feira.

Há dúvidas sobre como o governo vai alcançar economia de R$ 500 bilhões em dez anos, além de questionamentos sobre os critérios que vão medir o desempenho do servidor e como a proposta irá impactar somente quem ingressar no funcionalismo no futuro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.