Servidores municipais de Goiânia realizam assembleia com indicativo de greve

Funcionários da prefeitura reivindicam pagamento do reajuste salarial da data-base, que deveria ter sido concedido em maio

Sindicatos que representam diversas categorias dos servidores da prefeitura de Goiânia se reunirão em assembleia no próximo dia 17 de agosto para deliberar sobre indicativo de greve. Os trabalhadores reivindicam que o prefeito Iris Rezende (PMDB) conceda o reajuste salarial da data-base.

O chefe do Executivo municipal deveria ter encaminhado o projeto de reajuste para a Câmara Municipal em maio, mas ainda não há previsão de quando isso pode ser feito.

Sem conseguir chegar a um acordo com a prefeitura, as categorias se mobilizam para que a paralisação seja aprovada. “O prefeito e seu secretariado estão enrolando, alegam que não têm dinheiro para pagar data-base, que mal tem recurso para pagar a folha, mas não é o que ficou constatado. O que está acontecendo é que estão pegando o dinheiro e investindo em outras coisas. Então, vamos nos mobilizar para dar uma resposta a esta situação”, disse ao Jornal Opção a presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Único de Saúde no Estado de Goiás (Sindisaúde GO), Flaviana Alves. 

A fala da presidente faz referência a levantamento do  Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) divulgado na semana passada que afirma que a Prefeitura de Goiânia tem condições de dar reajuste de até 20% para os servidores municipais sem descumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

A assembleia geral acontece no próximo dia 17 de agosto, às 8h30 em frente ao Paço Municipal.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Silica

Paga logo iris..