Servidores do Inep pedem afatamento do presidente do instituto nesta quarta, 17

Funcionários acusam Danilo Dupas de interferências nas provas do Enem e de assédio moral

Nesta quarta-feira, 17, uma ação pública foi aberta na 16ª Vara Cível da Seção Judiciária do Distrito Federal (SJDF), solicitando o afastamento do presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Danilo Dupas. No texto, servidores do Inep denunciam o gestor por falta de comando técnico no planejamento do Enem, clima de insegurança e também medo.

Na ação pública, os servidores relataram que pelo menos 20 questões da prova foram alteradas por pressão. No documento, eles solicitam que o pedido seja analisado com urgência, bem como a íntegra dos processos administrativos que registraram a retirada das questões da 1ª versão do Enem.

O presidente do Inep nega as acusações de interferências nas provas do Enem e de assédio moral. Durante fala na Comissão Senado Futuro, Danilo disse que não é natural que tantos servidores peçam para sair simultaneamente e questionou o que chamou de ação coordenada.

Na semana passada, 35 servidores pediram demissão dos atuais cargos e funções. O pedido foi encaminhado à diretoria do órgão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.