Servidores da Saúde municipal anunciam novo indicativo de greve

Categoria realiza assembleia geral nesta sexta-feira (12). Sindicato alega que pontos acordados para o fim da última paralisação não foram cumpridos pela Prefeitura

Há pouco mais de um mês do término da última paralisação da Saúde municipal, o Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Único de Saúde no Estado de Goiás (SindSaúde) convocou nesta quinta-feira (11/6) a categoria para uma nova assembleia geral com indicativo de greve. O encontro ocorre na manhã desta sexta-feira (12), na Praça do Trabalhador, no Setor Central.

Em nota, o sindicato explicou que os novos ajustes adotados pela Prefeitura de Goiânia e o não cumprimento de alguns itens acordados para o fim da última greve têm gerado indignação entre os trabalhadores, que podem a qualquer momento decidir por uma nova greve.

De acordo com a presidente do Sindsaúde, Flaviana Alves, dentre os motivos para a nova paralisação, está o corte abrupto de gratificações conquistadas há 13 anos. “Essas gratificações foram conquistas em 2002 através da lei e com muito esforço e agora a Prefeitura de Goiânia se ancha no direito de retirá-las”, argumentou a dirigente.

Outra reivindicação da categoria é a irregularidade no pagamento do vale-alimentação, um dos tópicos acordados entre os servidores e a Prefeitura para o final da última paralisação.  “Já estamos no nono dia do mês e a prefeitura ainda não depositou o dinheiro da alimentação. É inadmissível o servidor trabalhar sem alimentação”, ressaltou Flaviana.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.