Servidores da Saúde de Goiânia realizam manifestação contra atraso de benefício

Segundo sindicato, categoria não recebe o vale alimentação há dois meses e já tentou por diversas vezes fazer acordo para que a prefeitura regularizasse a situação

Os servidores da Saúde de Goiânia decidiram realizar na manhã desta terça-feira (28/3) um protesto no Paço Municipal pelo atraso de dois meses no pagamento do vale alimentação. Segundo o sindicato que representa a categoria, o Sindsaúde, o ato só foi marcado após o envio de dois ofícios e diversas tentativas para que a prefeitura regularizasse a situação.

A presidente do Sinsaúde, Flaviana Alves, também cobrou posicionamento da secretária Fátima Mrue durante reunião realizada há duas semanas. Segundo Flaviana, a titular da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) prometeu o pagamento do benefício em no máximo dois dias, o que não aconteceu.

“Não vamos mais tolerar os atrasos recorrentes dessa gestão. Os trabalhadores não podem ser penalizados pela ingerência financeira e pelo apego a burocracia dos gestores. Se não pagarem vamos, definitivamente, cruzar os braços”, alertou.

A presidente do sindicato ressaltou, ainda, a necessidade de reajustar o valor do vale alimentação. Atualmente a prefeitura paga R$ 7,50 por dia trabalhado. “Ninguém consegue se alimentar com essa quantia. E agora, ainda somos obrigados a esperar mais de dois meses por esse pagamento”, completou Flaviana.

A SMS enviou nota ao Jornal Opção afirmando que o pagamento do vale alimentação foi realizado nesta segunda-feira (27). A assessoria do Sindsaúde afirmou, entretanto, que não havia sido informada sobre o pagamento e que a manifestação está confirmada para as 8 horas da terça-feira (28)

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.