Funcionários protestam por atraso no pagamento de salários

santa casa de misericordia
Unidade de saúde está com atendimentos parados nesta segunda-feira

Cerca de mil servidores da Santa Casa de Misericórdia de Goiânia paralisam os trabalhos nesta segunda-feira (15/6) por atraso no pagamento de salários. Enfermeiros, técnicos e funcionários da limpeza estão sem trabalhar.

Os funcionários reivindicam também equipamentos de proteção individual e mais remédios. Devido à paralisação, procedimentos cirúrgicos e exames estão atrasados.

De acordo com o superintendente geral da Santa Casa, José Antônio Lobo, os pagamentos do mês passado foram depositados no sexto dia útil. O mais atrasado foi o de fevereiro, pago no dia 19. Cerca de 80% dos recursos da unidade de saúde (R$ 3,8 milhões) são repassados pela Prefeitura de Goiânia.

Procurada pelo Jornal Opção Online, a assessoria de comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou que não responde pela unidade hospitalar. A reportagem também entrou em contato com a direção da Santa Casa, mas não obteve retorno.