Servidores da ABC pedem atenção de Caiado à agência de comunicação

Em carta, trabalhadores se dizem desmotivados e pedem por ajuda para retomar credibilidade

 

Servidores da Agência Brasil Central (ABC) escrevem carta ao governador eleito Ronaldo Caiado (DEM), solicitando atenção especial para a autarquia do governo e sugerem meios para isso. Em vídeo, Roberto Felipe, presidente da Associação dos Servidores da Agência Goiana de Comunicação (Asgecom), pede ajuda a Caiado para que a instituição “volte a ser uma empresa de comunicação de ponta”.

No texto, também assinado por Roberto, os servidores criticam a rotatividade de presidentes nos últimos nove anos. Segundo o associados, foram 14 gestores nesse período. “Alternâncias são boas, mas será que tanta mudança assim tem seguimento?”, questiona Roberto.

Eles apontam ainda a demissão de mais de 250 servidores em 2016, que teria aumentado “descrédito e desmotivação” entre os servidores da casa. Do próximo governo, os trabalhadores da ABC pedem ajuda para que a instituição ganhe forças.

“Hoje a agência está engessada, não podemos fazer um comercial”, disse Roberto. Eles ainda mencionam um Projeto de Lei para reestruturação da agência e transformação de seu caráter para pessoa jurídica de direito privado. Atualmente, a ABC é uma autarquia do governo do Estado e passaria, portanto, a funcionar como uma empresa integrante da administração indireta estadual.

No vídeo, Roberto vê esse projeto como positivo e pede atenção de Caiado para a demanda e sua análise sobre a viabilidade e benefícios para a instituição. Na carta, no entanto, os servidores assumem desconhecer o intuito da propositura e, por isso, pedem cautela ao futuro governador.

“Estamos falando de muitos profissionais premiados e dispostos a prestar serviços de qualidade, aguardando ansiosamente, por uma oportunidade de crescimento e reconhecimento profissional, que com certeza terão na gestão de Vossa Excelência”, finalizam.

A assessoria de Ronaldo Caiado (DEM) disse que o governador eleito vai dar atenção ao pedido, mas ainda não tem nada definido, porque isso só poderá ocorrer depois do anúncio de quem irá comandar a comunicação na gestão do democrata.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.