Servidores aguardam posicionamento de Iris às vésperas de definição sobre greve

Reunião de representantes sindicais com o prefeito deve acontecer antes de assembleia com indicativo de greve, marcada para a próxima quinta-feira (17)

Funcionários públicos da Prefeitura de Goiânia realizam na manhã da próxima quinta-feira (17/8) uma assembleia com indicativo de greve em frente ao Paço Municipal. Antes disso, porém, representantes sindicais esperam ser recebidos pelo prefeito Iris Rezende (PMDB) para ouvir posicionamento da administração municipal sobre o impasse com relação à data-base.

Na última terça-feira (15/8) pela manhã, o presidente do Central Única dos Trabalhadores (CUT) em Goiás, Mauro Rubem, esteve em evento no Paço, quando abordou o prefeito e secretários e solicitou reunião para discutir o assunto. Ao Jornal Opção, Mauro Rubem disse nesta quarta-feira (16) que não foi possível agenda com Iris nos últimos dois dias, mas que ele garantiu que os receberia na quinta pela manhã.

“Ele não marcou horário, mas esperamos que o prefeito cumpra com o compromisso e nos receba antes da assembleia, até mesmo para que tenhamos um posicionamento para levar aos servidores”, afirmou.

Legalmente, o prefeito deveria ter encaminhado à Câmara o projeto de reposição salarial até o dia 1º de maio. Até então, a gestão Iris tem alegado dificuldade em pagar a folha salarial e se nega a encaminhar o reajuste de 4,08% da inflação com retroativo a maio.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.