Mendanha diz que prefeitos do MDB que apoiam Caiado deveriam sair do partido

Prefeito de Aparecida de Goiânia não defende expulsão, mas disse que “seria mais digno” se os colegas deixassem a sigla por conta própria 

Gustavo Mendanha | Foto: Fernando Leite

O prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha (MDB), criticou em entrevista ao Jornal Opção nesta quinta-feira (22/3), colegas de partido que nesta semana declararam apoio à pré-candidatura do senador Ronaldo Caiado (DEM) ao Governo de Goiás, preterindo assim o pré-candidato do próprio MDB, deputado federal Daniel Vilela.

“Posicionamentos diversos fazem parte da democracia e eu respeito quem pensa diferente de mim. Mas se decidiram que vão caminhar com o projeto de outro partido, então seria digno que entregassem o comando dos diretórios de seus respectivos municípios e saíssem do MDB”, sentenciou o prefeito de Aparecida.

Lideram o movimento caiadista dentro do MDB os prefeitos Ernesto Roller (Formosa), Adib Elias (Catalão), Paulo do Vale (Rio Verde), Renato de Castro (Goianésia) e Fausto Mariano (Turvânia), além do deputado estadual José Nelto.

Mendanha, porém, não defende a tese de que os divergentes deveriam ser expulsos. “Acho que o partido não deve expulsar ninguém, até porque esse não é o nosso perfil. Mas já que escolheram outro caminho, seria digno se eles mesmos deixassem o MDB”, reiterou. 

Segundo ele, o movimento representa uma minoria. “A grande maioria do MDB quer candidato próprio e o melhor nome que temos é o do deputado Daniel Vilela, que é jovem, tem andado pelo estado e está preparando um projeto que será o melhor para Goiás”, defendeu.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Fabiano Oliveira

iiiiiihhhhh Mendonha….sem stress irmão !!!