“Será que o câncer que ele teve foi mentira?” diz General Heleno após Lula duvidar de facada

Líder do Gabinete de Segurança Institucional disse que o ex-presidente foi “canalha” ao fazer insinuações sobre atentado contra Bolsonaro   

Durante um café da manhã com jornalistas realizado na manhã desta sexta-feira, 14, no Palácio do Planalto, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional, General Augusto Heleno, pediu a palavra e fez referências à última entrevista concedida pelo ex-presidente Lula.

O general considerou “canalhice” a fala de Lula, que classifica a facada recebida por Bolsonaro como “estranha”. O militar foi incisivo e disse que “presidente desonesto devia tomar pena de prisão perpétua”.

“Presidente da República desonesto destrói a imagem do País. Isso é o cúmulo, e ainda aventar que a facada foi mentira. E será que o câncer que ele teve foi mentira? O câncer da dona Dilma foi mentira? Alguém teve peito de dizer isso para eles?”, questionou.

Ainda em seu discurso, o ministro afirmou que Lula jamais mereceu ter ocupado cargo chefe do Executivo. “Presidência da República é uma instituição quase sagrada. Eu tenho vergonha de um sujeito desse ter sido presidente da República”, finalizou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.