Senador por Goiás, Kajuru tenta emplacar candidatura de Datena em São Paulo

Apoiador da pré-candidatura do apresentador José Luiz Datena (União Brasil), o senador goiano acredita que São Paulo e o Brasil ganham com o jornalista em Brasília

Próximo de José Luiz Datena (UB), o senador goiano Jorge Kajuru (Podemos) tenta emplacar o apresentador como candidato em São Paulo. A meta do jornalista de Goiás é tê-lo como companheiro no Senado Federal, já que o mandato de Kajuru vai até 2027. O apresentador é pré-candidato às eleições de outubro deste ano. No entanto, Datena ainda não cravou se vai mesmo às urnas, mesmo diante do fato do nome dele ter sido antecipado pelo presidente nacional do União Brasil, Luciano Bivar, em uma chapa entre o UB e o PSDB.

Datena deve concorrer ao Senado na chapa com o atual vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), que deve assumir o governo paulista na virada do mês, quando termina o prazo de desincompatibilização para quem pretende concorrer a um cargo eletivo que não seja a reeleição. Com a saída do governador João Doria (PSDB) para disputar a Presidência da República, Rodrigo Garcia deve buscar a reeleição em São Paulo. O goiano Henrique Meirelles, inclusive, é cotado como candidato da vice-governador de Garcia e talvez por isso não dispute o Senado por Goiás.

Segundo o congressista goiano, se for confirmada a pré-candidatura de Datena ao Senado, “São Paulo e o Brasil ganham”. “Sei que ele realizará um belo trabalho no Senado, como sempre fez, em tudo. Para mim, a presença de Datena em Brasília é a partir de 2023″, defende Jorge Kajuru. O apresentador está com 39% das intenções de voto em um cenário e 42% das intenções em outro cenário posto pelo instuto Quest/Genial. O político está com o dobro das intenções de voto do segundo colocado, o ex-governador Márcio França (PSB), é colocado entre os pré-candidatos ao Senado Federal.  

Apesar de defender o político no Senado Federal, Kajuru afirma que vai apoiá-lo em qualquer decisão que o apresentador tomar. “Eu apoio qualquer decisão dele. É meu amigo-irmão há quase 50 anos e tenho certeza de sua vitória”, avalia o senador, que tem estado mais distante das articulações políticas em Goiás.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.