Senador do PMDB diz que reforma trabalhista é “obra do Satanás”

Proposta tramita na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado Federal após aprovação pela Câmara dos Deputados

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) voltou a criticar a proposta de reforma trabalhista nesta quinta-feira (11/5). A proposta encaminhada ao Congresso pelo presidente Michel Temer (PMDB) já foi aprovada pela Câmara dos Deputados e agora está em análise no Senado.

“Já falei sobre essa barbaridade e eu recomendo ao Plenário o exorcismo, não apenas a rejeição. Foi urdida por Satanás essa proposta”, disse o senador em plenário. Apesar de peemedebista, Requião foi um crítico ferrenho do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) e agora das reformas do governo Temer.

Desde que chegou ao Senado, a proposta já recebeu ao menos 10 emendas na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). Pelo projeto, o acordo coletivo vai prevalecer para 13 pontos específicos, entre eles, plano de cargos e salários, participação nos lucros e resultados e o parcelamento de férias anuais em até três vezes.

A proposta foi aprovada na Câmara dos Deputados no fim de abril com 296 votos favoráveis e 177 contrários. No Senado, vários senadores já se manifestam contrários à iniciativa e estão reivindicando mais discussões.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.