Senado rejeita recondução de Lauro Nogueira ao CNMP

Sabatina tocou em pontos polêmicos como abuso de autoridade e Lista Tríplice e acabou descartando indicação por 36 votos a 24

Agência Brasil

O Plenário do Senado  decidiu por rejeitar nesta quarta-feira, 18, a recondução de Lauro Machado Nogueira para mais um mandato no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

Foram 36 votos contra a indicação, 24 favoráveis e 1 abstenção. Lauro Nogueira foi indicado pelo Conselho Nacional de Procuradores-Gerais do Ministério Público dos Estados e da União (CNPG).

Na sabatina os senadores solicitaram o posicionamento do indicado sobre temas como abuso de autoridade e Lista Tríplice. Lauro Nogueira defendeu a aprovação do projeto de abuso de autoridade, que já passou pelo Senado.

“Só tem temor aquele que abusa. A regulação do abuso de autoridade é um instrumento importante para as instituições”, afirmou Lauro.

A rejeição foi criticada pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP). “O que acabou de acontecer com o conselheiro do Ministério Público, do CNMP, senhor Lauro Nogueira, é lamentável. É uma retaliação indevida, que lembra os piores momentos desta Casa. Esta Casa viveu momentos tristes em sua história”, afirmou o senador.

O CNMP é composto por 14 conselheiros, que são indicados por suas instituições de origem e precisam também da aprovação do Senado e da Presidência da República para assumir o cargo.

(com informações  da Agência Senado)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.