Senado pretende esperar plenário do STF para decidir futuro de Chico Rodrigues

Parlamentar teria tentado esconder dinheiro na cueca quando policiais federais foram cumprir mandados de busca em sua casa, durante investigação sobre desvio de recursos públicos para combate ao coronavírus

Senadores pretendem aguardar o julgamento de Chico Rodrigues (DEM-RR), pelo plenário do Supremo Tribunal Federal (STF), antes de decidirem sobre o futuro do parlamentar. No último dia 15, o ministro Luís Roberto Barroso mandou afastar o senador, mas ressaltou que a palavra final cabe ao plenário do Senado, que poderá manter ou derrubar o afastamento.

Na sexta-feira, dia 16, Barroso pediu que sua decisão fosse analisada pelo pleno do STF. O presidente da corte, Luiz Fux, marcou o julgamento para a próxima quarta-feira, 21.

Apesar da pressão, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, ainda não se pronunciou sobre o tema. O assunto deve ser abordado a partir desta segunda-feira, 19.

Caso a maioria dos ministros do STF confirme a decisão de Barroso de afastar Chico Rodrigues por 90 dias, a ordem da corte também precisará ser submetida ao plenário do Senado.

Caso

O senador Chico Rodrigues, do partido Democratas, vice-líder do governo no Senado, foi alvo da Polícia Federal durante uma operação com o intuito de dar fim a um suposto esquema criminoso de desvio de recursos públicos para o combate ao coronavírus em Roraima.

Na ocasião, Chico Rodrigues teria tentado esconder dinheiro na cueca quando agentes foram cumprir mandados de busca na sua casa, em Boa Vista.

(Com informações da CNN Brasil)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.