“Sempre fomos amigos e morreremos amigos”, diz Bolsonaro sobre relação com Caiado

Declarações foram feitas durante inauguração do Hospital de Campanha de Águas Lindas, no Entorno do Distrito Federal

Foto: Reprodução

Autoridades de todo o Estado acompanham, na manhã desta sexta-feira, 5, a inauguração do Hospital de Campanha (HCamp) de Águas Lindas, no Entorno do Distrito Federal.

O encontro conta com a presença do presidente Jair Bolsonaro (Sem partido), de seu líder na Câmara, deputado Vitor Hugo (PSL), do governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), dentre outras lideranças.

Ao discursar, Bolsonaro enfatizou, dentre outras coisas, a parceria entre ele e o governador. “Sempre fomos amigos e morreremos amigos. Afinal, isso começou lá atrás”, disse o presidente.

Atrito

Vale lembrar que a relação entre ambos foi estremecida desde o primeiro pronunciamento do presidente quanto a disseminação do coronavírus no Brasil. Após tratá-lo como uma “gripezinha” e dizer que se as atividades permanecessem suspensas o Brasil poderia viver um colapso econômico.

Diante das declarações do presidente, indignado, Caiado disparou: “Não posso admitir um presidente que vem a público sem ter consideração e respeito aos seus aliados. Fui aliado de primeira hora e durante todo o tempo,  mas não posso admitir que o presidente venha agora lavar a mãos e responsabilizar outros por um colapso econômico que venha a acontecer, isso não faz parte da postura de um governante”.

Apesar dos atritos, à época, Bolsonaro disse acreditar que não havia tensão entre ambos. “Sou apaixonado pelo Caiado. Acho que tudo isso vai ser esquecido e vamos continuar namorando, ‘heteramente’ (sic) falando”, declarou o presidente. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.