Semarh apreende mais de 1,5 mil quilos de pescado durante Operação Araguaia 2014

Quantidade de apreensões diminuiu em comparação a 2013

Foto: Divulgação/Semarh

Foto: Divulgação/Semarh

A Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) apresentou nesta quinta-feira (7/8) o balanço da Operação Araguaia 2014, cujo objetivo é intensificar a fiscalização durante o mês de julho na região do Vale do Araguaia. Em seis semanas, foram apreendidos 1.685 quilos de pescado e 34,8 quilos de carne de caça, o que resultou em R$ 176.959 em multas. Também foram apreendidas nove redes, quatro tarrafas, 15 boias e 70 pindas.

A Operação Araguaia 2014 começou no dia 27 de junho e teve atuação nos postos de fiscalização instalados no Vale do Araguaia e ao longo do rio, com atividades durante o dia e a noite. Com o término da intensificação dos trabalhos, as equipes de fiscalização foram reduzidas.

Nesta edição, 80 agentes estiveram diretamente envolvidos na operação, entre fiscais e policiais do Batalhão Ambiental da Polícia Militar. O número é maior do que em 2013, quando 56 fiscais e policiais do GT3 participaram da fiscalização. Entretanto, a quantidade de apreensões diminuiu em comparação a 2013, quando 1821 quilos de pescado foram apreendidos.

De acordo com a Semarh, em 2014, foi perceptível uma mudança no tipo de infrator. Enquanto nas outras edições da operação o pequeno infrator respondia pela maioria das apreensões, neste ano as irregularidades foram cometidas por infratores que transportavam grandes quantidades de peixe, visando lucro com o comércio ilegal.

Vale ressaltar que, desde 2013, Goiás adotou a “Cota Zero” para o transporte de pescado. A regra vale até 2016 e pode ser prorrogada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.