Semad faz novo alerta sobre possibilidade de grandes precipitações nos próximos dias

Rompimento de barragem localizada em Pontalina causou uma série de prejuízos na cidade

Pontalina | Foto: Reprodução

Em virtude da possibilidade de grandes precipitações nos próximos dias, a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) solicita bastante atenção quanto à perfeita operacionalidade dos sistemas extravasores dos barramentos para que não existam retenções excessivas de água nas barragens.

Por isso, é preciso que todos verifiquem possíveis obstruções ou outros problemas que possam ocasionar acúmulo de água acima da capacidade projetada para o reservatório. A Semad informa que foram expedidos alertas sobre precipitações pelo sistema de cadastro de barragens.

Pontalina

Após o rompimento de uma barragem localizada na Fazenda São Lourenço das Guarirobas, em Pontalina, por volta das 10h deste sábado, 4, o governador Ronaldo Caiado determinou que as forças de Segurança Pública, assim como a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) e a Agência Goiana de Infraestrutura e Transporte (Goinfra), se mobilizassem para evitar que os danos fossem ainda maiores.

“Estou acompanhando a inundação que acometeu alguns bairros de Pontalina. As medidas foram tomadas imediatamente. Mas, a notícia favorável é que, graças a Deus, não tivemos nenhuma vítima”, destacou Ronaldo Caiado.

A secretaria de Meio Ambiente, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil constituiram um gabinete de crise composto pelas três instituições para tomar todas as providências que a situação requer. Servidores e fiscais dos três órgãos também foram enviados para Pontalina para averiguar a situação in loco.

Segurança de Barragens

A partir da Política de Segurança de Barragens, implantada por meio da Portaria 146/2019, a Semad estabeleceu um conjunto de ações para situações como esta. Atualmente, a pasta possui um cadastro obrigatório de barragens on-line com objetivo de manter as informações atualizadas e possíveis de serem fiscalizadas.

Conforme a Semad, a barragem estava regular quanto à outorga para o barramento e uso de água, e possuía licenciamento ambiental concedido pelo município, que tem competência para a emissão. No entanto, a propriedade estava irregular quanto ao cadastro de segurança da barragem, que expirou em 31 de dezembro de 2019 e o detentor não informou dados sobre o estado de conservação da estrutura.

Rodovias próximas

Em relação à estrutura das rodovias afetadas pelo rompimento da barragem, a GO-040 foi interditada pela Defesa Civil devido ao deslizamento do aterro de encabeçamento da ponte, e a avaliação sobre o nível de comprometimento da rodovia será realizado pelos técnicos da Goinfra. Na GO-215, houve a retirada de uma árvore que caiu sobre a ponte, mas ainda não foi constatada necessidade de interdição da rodovia. O local também passará por avaliação, que será executada pela empresa responsável pela manutenção.

O presidente da Goinfra, Pedro Sales, determinou estado de alerta máximo em todas as áreas estratégicas e de engenharia da Agência, que devem se manter de plantão por tempo indeterminado com o objetivo de prestar serviços emergenciais e de orientação técnica, em caso de necessidade. Assim como nas rodovias, será feita uma análise técnica para identificar se a ruptura da barragem foi ocasionada pela subida abrupta dos cursos d’água ou somente pela chuva.

Pontalina | Foto: Reprodução

Abastecimento de água

Os cidadãos também sofrem com uma chuva intensa, que cai na cidade desde a noite de sexta-feira, 3, e deixou vários bairros sem abastecimento de água. De acordo com a Saneago, a água inundou a área de captação, deixando motores, quadro de comando e uma série de outros equipamentos submersos entre às 9h e 17h deste sábado.

A força-tarefa continuará fazendo o monitoramento, avaliação, recuperação e substituição de equipamentos até que o abastecimento de água seja normalizado. A Saneago ainda solicita a compreensão dos moradores e pede que o consumo das reservas domiciliares seja moderado enquanto não for restabelecido o abastecimento.

“O restabelecimento da Saneago vai demorar um pouquinho porque houve a inundação da casa de máquinas, comprometendo a parte elétrica. Mas, se Deus quiser, rapidamente estaremos entregando água tratada a todas as residências que também foram comprometidas”, disse Ronaldo Caiado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.